Últimos artigos

Azeite de oliva extra-virgem tem ação de analgésico

azeiteoliva Azeites de oliva de boa qualidade contêm um agente químico natural que age de maneira semelhante a um remédio para a dor, segundo um estudo publicado pela revista científica Nature.
Segundo o estudo, feito pelo Monell Chemical Senses Centre, da Filadélfia, 50 gramas de azeite de oliva extra-virgem são equivalentes a um décimo de uma dose do analgésico ibubrofen
De acordo com os pesquisadores, um ingrediente do azeite age como antiinflamatório.
Apesar de o efeito não ser forte o suficiente para curar dores de cabeça, ele pode explicar os benefícios da dieta mediterrânea, segundo o estudo.
O ingrediente ativo encontrado em maiores concentrações em azeitonas mais frescas é chamado oleocanthal e inibe a atividade de enzimas envolvidas em inflamações da mesma maneira que outros antiinflamatórios.
Doenças
As inflamações são ligadas a uma grande variedade de condições como doenças cardíacas e câncer.
“A dieta mediterrânea, da qual o azeite de oliva é um componente central, tem sido associada há muito tempo com vários benefícios de saúde, incluindo um menor risco de derrame, de doenças cardíacas, de câncer de mama e de pulmão e de alguns tipos de demência”, diz Paul Breslin, co-autor do estudo.
“Benefícios semelhantes são associados com certas drogas antiinflamatórias não-esteróides, como aspirina e ibuprofen”, diz Breslin.
“Agora que conhecemos as propriedades antiinflamatórias do oleocanthal, parece plausível que ele tenha um papel importante nos benefícios de saúde associados com as dietas nas quais o azeite de oliva é a principal fonte de gordura.”
A equipe iniciou o estudo após um dos pesquisadores ter notado que azeite de oliva extra-virgem fresco irrita o fundo da garganta da mesma forma como o ibuprofen.
“O azeite de oliva contém uma série de compostos bio-ativos, mas não sabemos exatamente o que eles fazem”, diz a cientista em nutrição Claire Williamson, da British Nutrition Foundation.
“Acreditamos que ele tenha propriedades antioxidantes, mas dizer que age como um remédio é dar um passo além e deve ser mais estudado”, diz ela, acrescentando que o azeite é rico em gordura e deve ser consumido com moderação.

BBC Brasil