Últimos artigos

Cristo sim, Igreja sim

ovelha A salvação em Cristo é pessoal, a vida cristã é comunitária e no Cristianismo nada é individual. Somos um corpo em Cristo, assim é descrita a experiência cristã pelo Novo Testamento: quem está em Cristo, está na igreja. Ser cristão é uma questão de pertencer: a Cristo e aos irmãos. O individualismo moderno chegou também à peregrinação do discipulado e hoje podemos observar um sem número de “cristãos flutuantes”, que vivem de comunidade em comunidade sem qualquer identidade, prestação de contas ou compromisso.
Rick Warren compara um cristão sem igreja com um jogador sem time, um soldado sem tropa ou uma ovelha sem rebanho. Mas a maior (e mais bíblica) de todas as figuras, sem dúvida é “uma criança sem família”: a igreja é a família de Deus. Outra figura bíblica usada para identificar a igreja é “corpo de Cristo”. Todos os que pertencem a Cristo são incorporados pelo Espírito Santo na igreja de Cristo. O cristão que se torna membro de uma igreja local passa a integrar um organismo vivo, o que pouco ou quase nada tem a ver com fazer parte de uma instituição religiosa.
O corpo de Cristo se expressa historicamente por meio da comunidade cristã local. A palavra ekklesia aparece 109 vezes no Novo Testamento e, destas, 104 são alusões diretas ou indiretas às comunidades cristãs locais nas cidades e ou casas. Ser “membro da igreja” é, portanto, ao mesmo tempo integrar o corpo místico e universal de Cristo e integrar uma comunidade local de cristãos, a expressão histórica e social do corpo místico de Cristo.
A participação efetiva na comunidade cristã explicita, para as pessoas e para o mundo espiritual, nosso compromisso com Cristo e o evangelho. Ninguém pode identificar a relação invisível de uma pessoa como membro do corpo universal e eterno de Cristo, mas pode identificar todos os que são membros de uma comunidade cristã local. Ser membro da igreja implica a identidade de cada cristão.
A comunidade cristã oferece o ambiente espiritual de segurança para os cristãos, quer no cuidado pastoral que acontece na dança do “uns aos outros”, quer na tutela espiritual sob a autoridade de Cristo que repousa sobre sua Igreja. É na comunidade cristã local que o cristão tem acesso a realidades que não estão disponíveis em nenhum outro lugar do mundo. A adoração comunitária ajuda você a manter o foco em Deus, para uma vida de piedade e gratidão. Nas amizades espirituais você encontra o encorajamento e o suporte necessários para o enfrentamento das angústias e dificuldades inerentes ao direito de viver. Na ciranda da mutualidade dos dons espirituais você experimenta os frutos necessários à sua peregrinação no discipulado de Cristo. Na rede de ministérios você participa da missão da Igreja e coopera com Deus para a redenção do mundo: tem o privilégio da vida útil e abençoadora de muitos em nome de Jesus.
Em 1º de maio de 1937 o corpo místico de Cristo se materializou em comunidade cristã local com o nome de Igreja Evangélica Batista de Água Branca, a nossa Ibab. Somos gratos aos irmãos do passado e a Deus por sua fidelidade ao longo destes 71 anos. Celebramos nosso passado renovando o compromisso com o futuro, e convidamos que se juntem a nós todos aqueles que compreendem que amar a Cristo é também amar a Igreja, e amar a Igreja é também amar a Cristo.

Ed René Kivitz