Últimos artigos

A igreja do Paraíso Parcelado

O cartão de crédito é meu pastor...

O cartão de crédito é meu pastor...


Com as mãos nos bolsos e o olhar distante, Joel caminhava lentamente pela calçada. Nesse instante, foi abordado por um rapaz de cabelo muito bem penteado, camisa impecavelmente alva e gravata escura.


- Desculpa… O amigo está com algum problema?


Joel respirou fundo:


- Coisa pouca, moço…perdi o emprego por conta alcoolismo e minha mulher me deixou para viver com a manicure dela. Minha filha, menina tão inocente, está grávida e o pai é o entregador de pão. Ah, meu filho tá fugindo da polícia só porque descobriram que ele clonou o cartão de crédito de um delgado – menino tão inteligente, gosta de informática. Ainda tem a bronca com o nosso cachorro…


O rapaz de gravata interrompeu.


- Tá feia a coisa, né? Mas acho que posso ajudar o senhor. Isso é falta de fé. E a gente tem plano facilitado para o senhor. Eu sou obreiro da Igreja do Paraíso Parcelado…


Joel levantou a vista e reparou o nome da tal igreja estampado em neon vermelho na fachada de um prédio moderno, com revestimento de mármore e portas de vidro blindado. O obreiro da gravata escura prosseguiu:


- A nossa concorrência complica muito as coisas. Obriga os fiéis a assistir aos cultos, só aceita doação em dinheiro. Aqui num tem isso: basta o senhor escolher a graça que os preços são tabelados. Num precisa orar nem ler a Bíblia. Nós fazemos o cadastro rapidinho, viu? Pode pagar com boleto, cartão de crédito, cheque pré – nesse caso a gente faz um consulta ao

Serasa, mas é de praxe.


- Caso de desemprego, por exemplo, como é?, indagou Joel.


- Ai depende do salário que o senhor quer receber no novo emprego. A gente tem a tabela completa – de colocação de gari a vaga na Caixa Econômica. Tem a taxa pela benção e a sua primeira remuneração é nossa.


- E para ajeitar casamento?


- De for mulher feia, R$ 50,00 – preço promocional! Se for mulher bonita, a partir de R$ 200,00. Mas ai o senhor ganha de brinde a bênção “antichifre” para tirar tudo que é “Ricardão” de perto da sua casa.


- E para melhorar a saúde?


- Com R$ 20,00 o senhor faz a “bênção SUS” – é pra tratar de coisa mais simples como “pano-branco”, dor de cabeça, dor nas costas. O senhor fica bom só de beber a santa água do rio Jordão misturada com o legítimo pó das muralhas de Jericó. A benção “Mega Sangue Sagrado” é para curar problema sério feito gripe suína, aunerisma e Alzheimer. Já a bênção “Lázaro Plus” levanta até defunto…


- E exorcismo de “encosto”, vocês fazem?


- Só com hora marcada. O preço varia de acordo com a entidade a ser desalojada. Tirando um Preto-velho, senhor ganha de graça o direito a tirar mais dois espíritos ruins menores. Pomba-gira é um pouco mais caro. Tranca-rua é quase uma cirurgia: toma anestesia geral e tudo…


- Mas me diga uma coisa, amigão: entrando para a sua igreja a gente garante o lugar no Céu depois da morte?


- Claro! Inclusive nós estamos vendendo apartamentos no conjunto habitacional “Descanso eterno”. Três quartos, varanda, sala para dois ambientes, salão de festa. E com vista privilegiada para as nuvens mais brancas, viu? A mensalidade é pequenininha e a gente aceita FGTS, em nome do Senhor!

Fonte: Trocistas