Últimos artigos

Manda chamar Pedro!

Atos - 10 - 1 : 8

Introdução

Deus tem um propósito de transformação deste mundo e ele trabalha nesta direção.
Para salvar o mundo Deus já providenciou a vinda do Seu Filho e a formação de um novo povo.

Transição

Deus, neste seu projeto, usa a nós como instrumentos para a implantação do seu reino, vejamos alguns aspectos do chamado divino.

I. O CHAMADO É DIVINO
1. O anjo do Senhor disse a Cornélio: Manda chamar Pedro.
2. Missio Dei. A missão é primariamente um interesse de Deus.
3. “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós”
4. Na história bíblica, vemos que Deus é quem toma a iniciativa de escolher aqueles/as que serão seus instrumentos na terra. O testemunho de Paulo: “Sou grato para com aquele que me fortaleceu, a Cristo Jesus nosso Senhor, que me considerou fiel, designando-me para o ministério” (1 Tm 1.12).

II. O CHAMADO É INDIVIDUAL
1. O reino de Deus é a totalidade das pessoas que estão debaixo da sua soberania, todavia, nós não perdemos a nossa individualidade e a nossa personalidade quando estamos em Cristo
2. Manda chamar Simão
» Tem por sobrenome Pedro.
» Está hospedado na casa de Simão, o curtidor.
3. Nós somos individualmente responsáveis perante Deus pelos dons e talentos que ele nos concedeu.

III. O CHAMADO TEM UM PROPÓSITO
1. Um propósito maior – a salvação da humanidade
2. Um propósito menor – o nosso crescimento e integração na tarefa de salvar o mundo
3. Um propósito específico – a salvação de Cornélio

IV. O CHAMADO TEM UM PREÇO
1. Barreira cultural – Cornélio era um centurião romano e Pedro um simples pescador
2. Barreira social – Cornélio era homem com servos e Pedro um simples pescador
3. Barreira racial – Cornélio era romano e Pedro era judeu
4. Barreira religiosa – Cornélio era considerado gentio e Pedro era judeu

V. O CHAMADO TEM RECOMPENSA
1. O privilégio da escolha divina para uma missão tão importante: somos instrumentos de Deus para a transformação da história
2. O resultado visto na transformação na vida daqueles que compartilhamos Cristo
3. A glorificação de Deus
» Quando os discípulos em Jerusalém ouviram o relato “glorificaram a Deus, dizendo: Logo, também aos gentios foi por Deus concedido o arrependimento para a vida” (At 11.8).
» Vida aqui significa a sua plenitude. Os aspectos éticos e essenciais que pertencem a Deus são impartidos no ouvinte.

Conclusão

1. O chamado é determinado por Deus: “Agora, manda chamar Pedro”.
2. O chamado de Deus é irresistível: “Quem era eu para que pudesse resistir a Deus?” (At 11.17).
3. O chamado de Deus é transferível. Hoje, ele não pode chamar Pedro, Paulo, João, Rute, Sara. Mas ele continua com o seu eterno propósito e então chama a você e a mim. Será que hoje, Deus pode mandar alguém chamar você?

Antonio Carlos Barro