Últimos artigos

Pastora Caroline Celico: "Eu condenei a minha mãe pelas crenças dela" a


Mulher de Kaká fala sobre religião e diz que percebeu 'o quanto estava errada'.

Caroline Celico, mulher do jogador Kaká, concedeu uma entrevista à revista Quem, que chegou nas bancas na quarta-feira (20),
na qual fala sobre a família, a relação com a religião e a música.
Sobre o CD, recém-lançado, a cantora disse que já ajudou muitos fãs por
meio da música. 'Teve uma menina que me mandou um e-mail contando que
tinha decidido se suicidar, mas, na hora em que ia se matar, lembrou das
músicas e desistiu', contou.

Atualmente se define como cristã e até o ano passado frequentava a igreja Renascer, afirmou que já teve uma postura mais radical com relação à religião.

'Eu e minha mãe tivemos conflitos por isso, mas não temos mais. Eu conheci a igreja Renascer quando era nova, aos 15 anos, quando comecei a namorar o Kaká e pedi para ir com ele à igreja. E não soube muito dividir as coisas, equilibrar inha razão e emoção, então acabei condenando aquilo que eu achava errado ou que me falavam que estava errado. Eu condenei muito a minha mãe por algumas crenças dela', comentou a mulher de Kaká referindo-se à Rosângela Lyra, que é católica.

'E ela, por seu lado, teve um senso de proteção naquela época. Ela achou que eu estava muito desequilibrada na época, no sentido de ficar frequentando demais a igreja e achar que, quanto mais fosse, mais estaria perto de Deus. Isso é o oposto do que eu creio hoje. Agora vejo o quanto errada eu estava', completou.

A cantora ainda revelou: 'quero ter um terceiro filho. Gosto de casa
cheia'. Caroline é mãe de Luca, de 3 anos, e Isabella, de 3 meses. 'Meus
melhores momentos foram meu casamento e o nascimento dos meus filhos.
Se eu não estou realizada com minha família, não consigo fazer mais nada
bem feito', afirmou.



Notícias Cristãs com informações do Quem e do Terra